5 de ago de 2008

Burrice...

Aí, aí.. não pensei duas vezes - era uma maneira do João ficar ilegal sem ser importunado e, o melhor, trabalhando. Eu ficaria longe da minha familia. Talvez fosse essa a hora de sair debaixo da saia da mamãe, de começar uma vida nova bem longe.
Burrice a minha. Devia ter corversado com mais gente, devia ter falado mais, devia ter pensado mais, devia ter analisado mais... hahaha Parece uma musica que a gente bem conhece. É que em momento algum eu duvidei que 30 anos de trabalho, tanto ele como eu, técnicos em nossa profissão, pudesse dar algum erro. Íamos para ocupar lugares que estavam vagos e não para tomar o lugar de outras pessoas. Pensei que 30 anos fôssem uma ótima referencia. Pensei que tínhamos o título de "responsáveis" . Pensei ... Burrice minha. Falta de visão. Falta de uma ferramenta no cérebro chamada "desconfiômetro". Tico e Teco não funcionaram naquela época. Outubro de 2005. Pôrra, eu tinha até dezembro para enxergar! Devia ter... Devia sentir.. Devia saber... Mas, tudo na vida é um aprendizado. Acho que tudo o que fazemos, gera uma consequência que de maneira ou outra devia ser necessária no caminho, para nos ensinar, fazer pensar, aprender... hehehehehe

Nenhum comentário: