2 de fev de 2012

Enquanto não encontro..

Enquanto não encontro o que deve ser alterado para melhorar - ou talvez eu não tenha coragem de encarar - fico aqui,hoje, num feriado, curtindo um calor de dar dó! Sim, aqui hoje é feriado. Nós temos duas festas - Nossa Senhora dos Navegante e Iemanjá. ´São duas festas muito lindas! Meu cabelo está molhado de suor. Não sei como tem gente que gosta do verão. Para trabalhar é um verdadeiro inferno, pelo menos para mim. Olha só que feriado "bem bão": Levantei cedo. Escovei os dentes. Tomei banho. Tomei minhas drogas. Fui regar minhas flores - levo meia hora nisso. Tomei minha mistura gostosa que substitui o café. Tomei meu remédio da pressão. Peguei a vassoura. Antes, aceitei um cafézinho que o J fez. Enquanto tomava o cafezinho, eis que confirmo a existencia de duas vassouras, exatamente iguais - marca, cor, formato... Uma, já existia aqui em casa. A outra, veio com o advento da sogra - ela foi no mercado comprar uma vassoura porque a nossa não era boa. Só que ela comprou outra irmã da nossa! Deve ter sido só para não usar a minha.... Terminei o cafezinh, passei a vassoura na casa. Somos só nós dois mais os cães e eu nunca vi tanta terra dentro de casa, parece que aqui mora um batalhão! Busquei meu balde e a bruxa e passei um pano no banheiro, cozinha, área. Lavei os pratos dos cães, o recipiente do lixo. Lembrei que hoje é quinta, logo, é dia de colocar o lixo na rua. Deu dor de barriga. No banheiro, dei-me conta que não posso tomar a minha mistura sabor chocolate todos os dias - tranca os intestinos. Aproveitei para passar a mão na roupa suja e aproveitar o feriado para lavar. Assim, não fica tudo para sábado e domingo... Coloquei a roupa na máquina. Comecei a arrumar as minhas caixas de tecidos e afins.. E o meu cabelo molhado. Não do banho. De suor.... Fiz o meu chá, sabor de pêssego.... Agora vou fazer crochê... O almoço? O J vai fazer um churrasquinho.....

Devo

Devo. Não nego. Devo visitas. Devo respostas a quem me visita. É que ando numa fase de reestruturação - ou melhor - tô numa fase em que sinto que algo não está de acordo e que eu preciso encontrar o quê, onde e como... Então fico numa preguiça enorme, numa vontade de fugir...

20 de jan de 2012

Procura-se um carro!

Calor, muito calor. A Raquel tinha que comprar alguns presentes de Natal. O J emprestou o carro e lá fomos nós, para o maior shonping de Curitiba e do sul do Brasil: Palladium. Entramos no estacionamento do shonping e deixamos o carro perto da entrada. Ouvi: - Mãe, vamos marcar bem por onde entramos, para depois a gente encontrar o carro. Ok... ok... o carro estava perto da porta que levava aos elevadores. ok... ok.... Andamos e andamos. Olha aqui, olha ali.... Tanta coisa linda! E eu, em Curitiba, sempre fico de boca aberta, pois na minha cidade não tem destas coisas... ahahahaha.... Descemos até o subsolo. Cadê o carro? Onde estacionamos? Perto dos elevadores? E quem disse que só existia uma entrada? Procuramos. Procuramos. E nada!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Tivemos que pedir ajuda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Pode? Eu, tudo bem. já que não estou acostumada com cidade grande!

19 de jan de 2012

Depois do Natal, praia!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Praia: Barra da lagoa em Florianópolis-SC
ah! o mar! Pena que segunda choveu, terça fez sol. Já quarta choveu e quinta fez sol. Sexta, nublado... Sábado, chuva. Domingo: chuva!
E nos dias de sol, lá foram os farofeiros!
Ganhei óculos do meu genro só para ele me chamar de perua!
Mulheres a procura de novidades!
Na sexta, fomos fazer um passeio pela Lagoa da Conceição. Para ir, foi um tormento: eu estava com medo!!!!!!
Este era o nosso barco
Uma das visões, andando pela Lagoa da Conceição
Restaurante à beira da Lagoa. Pior: só tinha peixe!
Um passeio que faço de novo... e de novo... e de novo!
Só não sei se me animo a enfrentar o trânsito louco da BR 101 etc e tal..... fiquei traumatizada!

Semana de Natal e Natal em Curitiba

Jantar na casa da Nice e Geraldo. Pais do Cézar (meu genro)
Em momento nenhum a mãe Maria deixou de manter contato com a turma de Portugal.
Esqueceram de inventar algo que substitua a bomba manual de encher um colchão? ahahahaha
Raquel, mãe Maria e Cézar
A pergunta que não quer calar: Por que a Raquel tirou esta foto minha e da mãe Maria "dicostas"? ahahahaha Outra pergunta: o que será que as duas senhoras estavam olhando????
Minha princesa!
PQP! Se ao menos eu conseguisse acompanhar estes tres na bebida! Já não sou mais a mesma! - Cézar, maridão e Raquel
Almoço na casa da sogra da Raquel
E não é que a Nice e a Jane colocaram a prova seus dotes culinários e fabricaram bolachinhas para dar de presente para a turma? Uma delicia!
As meninas, na Ceia de Natal...
Após a Ceia...
Os meninos na Ceia de Natal.

Andando por aí..

Andando por aí, com a sogra....

14 de nov de 2011

Lembra?

Tia Margarida, lembra que a senhora falou que plantava gladiolos para levar a sua mãe?
Ora pois, percebi que no meu jardim ainda não conhecia estas flores.
Então plantei.
Aqui estão, lindas... pena que todas em uma só cor - amarelo.
E, neste domingo também as levei para minha mãe. E ela amou! Só que esqueci de levar a máquina e tirar fotos do meu pai, mais as minhas duas mães!

Amigos, amigos... linguagem à parte!

Descobri que mãe Maria gosta de um bom "dedo de prosa".
Entramos no Neutral, lá em Rio Branco. Olhamos isso, aquilo e aquele outro. Bom da minha parte é renovar a certeza de que, não importa a idade, o país de origem, mulher é tudo igual - adora "bater pernas" e olhar as novidades nas lojas... e melhor: todas nós temos que exercer um controle tremendo para não sair comprando tudo o que está a nossa frente!
Estou eu passando no caixa e vejo a mãe Maria em altas conversas com a guardinha na entrada do shonping. Ao sairmos, eu só ouvia - si, si, sim, sim - uma "hablava" em espanhol, a outra em português.
Despediram-se contentes, felizes. Saiu uma para cada lado e a mãe "lascou": - "Não percebi nada do que ela falou!"

Má propaganda?

Por vezes eu questiono que Brasil é que estão vendendo lá fora. Sei que parte dele é um Brasil com carnaval e samba do bom. Porém, junto com esta propaganda, está indo para fora do País um Brasil de mulheres nuas, totalmente sem pudor, que vendem seu corpo a preço de banana... Pior é que além deste Brasil, vendem lá fora a idéia de um País sujo, miserável... Pior: vendem lá fora o Rio de Janeiro e São Paulo! Dá para sentir tudo isso com algumas observações que a mãe Maria faz - ela ficou encantada com a limpeza de dois restaurantes onde fomos, com o tamnaho dos campos, do gado a pastar, das plantações, com o tamanho e a existencia do nosso calçadão, com a quantidade de lojas, com o número de pessoas e a variedade de produtos em nossos mercados... Isso que ela está em uma cidade relativamente pequena e não considerada muito bonita! Que bom que pelo menos alguma imagem bonita e deliz deste imenso Brasil ela vai levar!

Provando um pastel

Amo de paixão parar no posto de combustíveis antes de Jaguarão e tomar um café mais um pastel. Frito na hora ou quase na hora ehehehehe.
Mãe Maria está provando um pastel.

Sem medo?

Na estrada para Jaguarão, tem um lugar assim. Construido para preces, agradecimentos.
Tenho pavor de alturas! Em todas as vezes que fomos para Rio Branco, no Uruguai, num me animei a subir estes degraus! E, pasmem, lá em cima está a Mãe Maria!
Lá vem ela!!!!!!!!!!!

Arroio Grande

Paramos em Arroio Grande para almoçar, dia 11 de novembro.
Mãe Maria aproveitou para comprar umas revistas com receitas de crochê...

Piruças

Feijão... feijão... feijão..

Feijão básico português, junto com uma sopa de pão e caldo de feijão!

Receitas

Lá do outro lado do Oceano Atlântico, pelo skipe, vem a pergunta: pq não fazer leite-creme e queimar a cobertura? hã? cuma? como? Leite-creme? Eu logo traduzi para creme de leite, estes que a gente compra em caixinha. Mas o J murmurou: - Não é este, mulher. Pede a receita.
Mas, e como a gente queima a cobertura?
Antes de dar a receita, mostraram-me o "aparelhoqueimante": um ferro de passar roupa adaptado ou um aparelho em espiral que se compra para isso.... ó céus! Olhando aquilo quase fiquei com os cabelos em pé! Eles "passam" o doce, usando o ferro de passar roupa? Como?
Quando deram-me a receita, deu para entender que é um famoso creme, que fica gostoso mesmo sem cobertura nenhuma e principalmente quando ainda está quente!
Receita: bater num liquidificador um litro de leite, oito colheres de açúcar, quatro colheres de maisena, tres gemas. Colocar em uma panela e mexer até ferver. Deixar ferver por um minuto. Colocar em uma travessa de vidro, de preferencia.
Depois de arrefecer (num pergunta, vai olhar no dicionário), colocar açúcar em pequenos "montes" em cima do doce.
Agora vem a história de queimar o açucar com o ferro!
Aqui está o leite creme ou o nosso famoso mingau de maisena, prontinho e já com o açucar por cima. O J tentou usar um ferro de passar roupa, mas o ferro não aquecia como devia... e o pior: ninguém pensou em aquecer o ferro em cima do fogão!
Fiquei de boca aberta vendo o ferro em cima do pudinzinho que nem lembrei de tirar a foto!
O J se incomodou e foi buscar um maçarico (sem gás) para queimar o açúcar! Fica uma calda de açúcar por cima.... só que parece que o pessoal aqui no Brasil num é dado a coisas artesanais, pois já estão pensando, no próximo, fazer uma calda e jogar pro cima!