22 de nov de 2010

Nossa vida com papai.

Este domingo fiz companhia aos meus pais. Ele tem 87 e ela, 82 anos de idade. Observando os dois, eu fico com vontade de rir, pois todo filho é uma mistura de seus pais. Não tem como negar.
Logo após o programa da TV Aparecida, um programa com um pouco de humor, música caipira... , o pai pergunta prá mãe: -E agora, o que a gente vai olhar? E a mãe responde: - Quero ver os trapalhões, na Globo. -Os trapalhões? -responde meu pai - aquilo não vale nada, e isto e aquilo (segue ele, falando como se contra sua argumentação ninguém pudesse discordar)... E a minha mãe, com sua santa teimosia, nem trinta... ----- logo, a gente estava vendo os trapalhões enquanto almoçava ------ kkkkkk
E, é nestes dias que muitas vezes a gente leva um "nó" tentando lembra de alguma coisa, algum nome...
Claro, né... depois dos trapalhões, enquanto eles tiravam uma soneca, eu vi "Os cara de pau"... Eu sou apaixonada por eles. Não sei como o pai e a mãe conseguem dormir, pois eu não consigo segurar as gargalhadas!
Quando eles acordaram, continuou a saga na Globo - o filme e depois o Faustão. aí, aí......
Lá pelas tantas apareceu uma atriz, para uma entrevista. Como eu quase nada sei sobre novelas, lasquei:
-Esta não é aquela que trabalhou na novela do macaco e que o marido dela saia disfarçado para saber onde ela ia? ou esta é aquela que trabalhou naquela outra novela e que dava leite pro marido dormir e sair por aí?
Minha mãe disse:
-Esta é Pires. Mas não é a filha daquela que era casada com o cantor aquele que a Raquel adorava.
Diz o pai:
-O nome daquela casada com o cantor aquele é o mesmo nome da esposa do Tarciso Meira.
E eu:
-A esposa do Tarciso Meira? Aquela que diz o meu povo nasceu aqui nesta cidade? Aquela que qdo veio aqui estenderam o tapete vermelho, deram seu nome prá alguma rua... e só faltou entregarem prá ela a própria cidade e a criatura nem tava aí? É? Bom... esta é Glória!!!!!!!!
Minha mãe: - Isso mesmo! E a esposa do cantor aquele é Glória Pires!
Eu: - Isso, e o cantor é o Fábio Junior!
Meu pai: e daí? o nome dessa moça aí não é Glória. É Pires, mas não tem nada a ver!

13 comentários:

Nilce disse...

Nossa Leci, com esta idade e seus pais são tão lúcidos. Que maravilha.
Deus os abençoe.

Você acha Curitiba grande? Deve ser porque, mesmo eu tendo morado muito pouco lá, cresci com a cidade e conheço quase tudo. Vi ela crescer e se transformar nessa bela capital.
Adoro!

Bjs no coração!

Nilce

Chica disse...

rsssss...que legal tê-los ainda bem e assim, levando a vida sabendo das coisas...beijos,tudo de bom,chica

Tati Pastorello disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E jura que foi dos Cara de pau que você riu? Eu ri foi de vocês, esta família trá-lá-lá!! kkkk
Beijos.

Bordados e Retalhos disse...

Kkkkkkkkkk. Que miscelânia comos nomes das atrizes. Sabe, adforo essas histórias dos mais velhos. Meu avÕ chamava a regina Duarte de Simone, por causa de Selva de Pedras, que passava na década de 70. Podia a atriz fazer qualquer papel que vovô a chamava de Simone. Adorei essas histórias aí.Bjs

Vavá disse...

Leci,
É uma benção poder desfrutar de seus pais e desfrutar com eles de uma relação amorosa. Aproveite muito e se puder abrace-os e beije-os.
Sempre fico grato com suas visitas e comentários lá no "Anexo".
Abração

Maria Célia disse...

Oi Leci
Que maravilha ainda tem seus pais vivos, lúcidos e engraçados. Achei uma graça a conversa sobre os artistas globais.
Bjos

Bianca disse...

Só para dar uma forçinha, o nome da tal atriz é Suzana.........eheheehheeh Pires, mas como disseram eles não é a Pires do Fábio Jr.;.........bjs a esses expectadores!!!!

Danieli disse...

Hehehehehe lembrei um pouquinho dos meus avós agora. As conversas são bem assim hehehe
Beijos

Silenciosamente ouvindo... disse...

Minha amiga sempre um prazer
vir aqui e um prazer ler seus
comentárioss no meu blogue.
Tenha uma boa semana.
Bj./Irene

welze disse...

Ô papo bom. Meio sem pé nem cabeça, para quem está de fora e também não vê novela como eu, mas lindo de morrer. Curta muito tudo isso. boa semana

Néia (Dulci) disse...

Leci, que delícia esses momentos! a teimosia entre os casais nessa idade é muito comum mesmo, ai meu Deus,quero só ver quando eu e meu velho chegarmos lá, pelo menos por novelas não vamos teimar, não vejo há anos!
Tenho meu pai com 89 anos, acamado, ora tem momentos de lucidez, ora não, então sei bem como é importante estar com ele, o maior tempo possível.
Voce faz muito bem em estar na presença dos seus queridos.
Um beijo

Chica disse...

Acabei de receber e adorei!Muiiiiiito obrigado!beijos e olha aqui...chica


http://lugarescoloridos.blogspot.com/2010/11/meu-primeiro-cartao-do-ano.html

dhirschmann disse...

Gargalhadas aqui, Leci! Muito boa. Eles devem ser show.
Meu pai já partiu, em 1984, mas minha mãe tá firme e forte, com 83 anos.
Esses momentos perto deles são únicos... Abração!