19 de abr de 2010

Viajando....

Muita gente de cidade grande não sabe o que é isso: sabe, aquelas festas de cidade pequena, festas da zona rural, cheia de barraquinhas. Festas com direito a ter rainha, princesa, madrinha. Cada barraquinha vendendo alguma coisa. Existem as que vendem trabalhos artesanais, as que vendem roupas, calçados, relógios. As que vendem produtos do lugar - frutas, legumes, mudas de flores e árvores, pães, bolos, queijos, doces de todo o tipo de fruta cultivada na região, vinhos, linguiça. No salão de festas, um local para almoçar, com bufett - arroz, massas, saladas diversas, carne de porco assada, galinha de verdade, etc e tal. No fundo do salão uma churrasqueira enorme, pois há quem não goste do tal buffet e prefere comprar churrasco, pegar o espeto, mais um prato de salada e sentar-se a sombra... Barraquinhas dentro de uma tenda bem maior, onde podes encontrar um almoço diferente ( ou quem sabes vais fazer um lanchinho mais tarde), cachorro quente, batata frita na hora (e batata de verdade, que tu vês descascar), salada de batata e maionese, carne de porco no espetinho, salada de fruta,sorvetes, bolo de verdade (feito com leite de verdade, ovos de verdade)... Tudo isso acompanhado com o som de uma bandinha! Tudo isso regado com refrigerante, cerveja bem gelada! Mais: barracas e barraquinhas e bandinha - tudo na terra mesmo, sem ter qualquer tipo de piso. E... pior: festa de comunidade alemã! Estão ouvindo a banda tocar? Vamos dançar? Imaginou o povo depois de uma ou duas cervejinhas, sacudindo o esqueleto, levantando poeira?
Estas festas eu gosto. Eu adoro! Sem frescura! São festas para ninguém botar defeito e são festas para quem pode e não para quem quer! Vais querer mas não pode, pq mora em cidade grande! Tadinhos!
Acho que o João nunca tinha visto uma festa assim. Mesmo no interior de Portugal, elas não são assim tão no "chão"!
Para vcs entenderem, qdo eu digo de verdade, quer dizer sem artificios industriais, criados e ou cultivados na zona rural, sem agrotóxicos,...
Aqui algumas fotos:

9 comentários:

welze disse...

sou ou melhor somos chegados nessas festas. adoro demais da conta. aqui na região e na minha cidade tem o ano todo. Tudo é motivo para se fazer uma dessas. Mas realmente as melhores que frequentamos, são as alemâs, na cidade vizinha de Piedade. É de babar. doces e salgados e muuuuuita música. Adoro tudo isso. boa semana

Priscila disse...

Oi querida, conheço e adoro essas festas, aliás, moro em uma cidade pequena no interior do Ceará e isso acontece com frequência e é uma maravilha! Adoro!
Bjs....

Marco disse...

Eu adoro essas festas de interior. São agradáveis e bem famíliares. Faz tempo que não frequento uma, mas gosto muito. Grande abraço

Carmem Tristão disse...

Leci, segredinho meu pra você: outubro é mês de festa na fazenda (da família do bem). são três finais de semana seguidos: da vó, do tio rui com a família, do tio rui com os peões. quer saber qual a melhor festa????? com certeza, sem sombra de dúvidas a festa com os peões. pena que nessa festa só eu, o bem e um outro tio dele vamos. é a festa mais animada do mundo!!!!! é o adão que me tira pra dançar. sabe quem é John Coffe? aquele filme "à espera de um milagre"? então! adão é igual ele: negão, grandão e ingênuo. mas bebe que é uma beleza. e é um pé de valsa, boba! e abusado! tira todas as mulheres pra dançar, inclusive a patroa rsrsrs

milu disse...

Obrigada Leci,mpela passagem la no meu Cantinho. Adoro o seu blog, eacreves mto bem. Bjs.

jefhcardoso disse...

Olá Leci! Esta semana estou divulgando uma “nova” postagem. Trata-se de um conto; que na verdade vem a ser uma reedição de meu blog. Sua postagem original ocorreu em 13.02.09; sendo esta a minha terceira postagem no blog. Naquela ocasião este texto não recebeu nenhum comentário. O texto é “O Sr. e o Dr.”. Espero que você, tendo um tempinho, o aprecie.
Um grande abraço, minha gratidão antecipada!

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Silvia Masc disse...

Sabe que sinto invejinha boa disso, sou caipira de cidade grande, até mesmo as festas juninas nas escolas, perderam a características.
beijinho

Carmem Tristão disse...

ô sumida!!!!!

Carmem Tristão disse...

leci, esse não é pra aceitar.

pras amigas, sem muito alarde: http://tedescotristao.blogspot.com