22 de fev de 2010

Domingo.

Sete horas e alguns minutos. Tá na hora de levantar. Chega de cama. Não consigo ficar mais tempo na cama, se eu sinto que lá fora o dia está claro.
Pulei da cama. Tomei banho. Coloquei na corda algumas roupas brancas que eu havia deixado no sabão em pó. Tomei uma chícara de café e comi duas fatias de pão, para poder tomar meus remédinhos tendo algo sólido no estômago. Abri a casa, para entrar ar e luz. Olhei o relógio. estava na hora do meu programa favorito. Não sou muito amiga da Rede Globo. Mas, amo o programa Globo Rural. É com ele que acabo conhecendo muito da nossa gente. Lugares lindos, lutas incríveis para ter o pãonossodecadadia. E a conclusão lógica de todos nós: a natureza recompensa com beleza, cor e sabor quem a trata bem. Outra conclusão: tenho tudo em minhas mãos. Graças ao Criador pela existencia de muita gente vivendo neste vasto Brasil, quase isolados de todo mundo - são eles que possibilitam o meu bem estar por aqui...
Bom, ligo a televisão - estava no final do programa Galpão Crioulo. Depois começou um programa religioso....
E eu de boca aberta (como sempre): será que a Globo havia mudado o horário de seus programas?
Qual nada, sua anta! Nós é que não havíamos atrasado o nosso relógio!
Ops! Acho que vi um gatinho... vi sim... quer dizer: acho que levantei cedo demais, acho sim...

2 comentários:

welze disse...

pode ter certeza que não foi a única

Marco disse...

Não se preocupe que não fostes a unica. Aliás, se tem uma coisa que a globo não faz é mudar o horário de sua programação sem nos informar, diferente de suas concorrentes que brigam, brigam e nos fazem de palhaço. Eu gosto da Globo sim, acho um excelente canal de televisão. É claro que não é perfeita, mas perfeição é ilusão.
Não assisto muita televisão, mas acho que o brasileiro só sabe jogar pedra em si mesmo. Fosse a Globo dos EUA e seria uma maravilha. rs

Beijos