20 de jan de 2011

Chuvas - Extremos

Passei uns dias sem aqui chegar. Ainda bem que o texto da Blogagem Coletiva proposta pela Nilce estava já pronto, programado... Durante estes dias não visitei ninguém. Não senti vontade de escrever. Não encontrava assunto. Meu coração estava dolorido vendo as perdas do meu povo. Minha gente perdendo a familia, a casa, o emprego, devido as chuvas. Ainda me pergunto de quem é a culpa. Ainda me pergunto de onde minha gente vai tirar coragem para recomeçar. Ainda me pergunto o que eu faria nesta situação. Acho que eu não teria coragem de recomeçar lá, no mesmo lugar.... Mas, não tem como deixar de ressaltar o bom coração do meu Brasil - a mobilização para ajudar é de âmbito nacional. Tomara que os preparativos para o carnaval não nos façam esquecer de acompanhar e cobrar soluções para este povo!!!!!!!!!
E voltando a falar em extremos: todos os dias, meu povo daqui acorda bem cedinho, olha para os céus e diz, cheio de esperança: -"Acho que hoje vai chover!" E o dia passa e a chuva não vem. E as autoridades publicam fotos e falam que estamos preparados para receber as chuvas... E os dias passam.... E a chuva não vem!!!!!!!!!!!

Um comentário:

Lúcia Soares disse...

Sempre foi assim. Chove de mais em um lugar e de menos em outros.
Entre o Natal e até o dia 16 choveu tanto em BH que a gente já estava mofando...
Quando chegou a hora da filha, genro e netos pegarem quase 12 horas de estrada, rezei com todas as minha forças, pedi aos céus que levassem a chuva para o norte de Minas, para os sertões abandonados do Brasil.
Não é que no domingo, 16, fêz um dia lindo e eles chegaram em Londrina num calor de "rachar"?
Deus é Pai.
No entanto, não sabemos o porqueê dos Seus desígnios, frente à tragédia que se abate em várias partes do nosso país e do resto do mundo.
Mistérios.
É ter fé (que tem que ser cega,sem ser estúpida) e confiar.
Beijo!