22 de dez de 2008

Formatura.

Amanda, te devo uma. E vou ficar em dívida com todos os teu amigos de oitava série também e os formandos da outra turma! Para mim, formatura significava duas horas de atraso em relação a hora marcada, um desfile infinito de gente recebendo certificados dos pais ou familiares, mais anéis, duas horas de oratória - era o diretor da escola, mais o orador da turma, mais o paraninfo, mais os professores homenageados! Aí! Acabava tonando-se um fato sem significado nenhum. Foi pensando nisso que fomos à tua formatura na sexta-feira. Gelou-me a planta do pés qdo disseram que erma duas turmas! Quase cantei: "S.O.S., me tirem daqui, me chamem mamãe, que eu euqro fugir!". Bom, se começassem a enrolar muito, nós já tínhamos acusado nossa presença aos teus pais e avós. He! He! He! Era só sair de mansinho...
Pasmem: Começou na hora!!!!!!!!!! Mas, deu para sentir que, das duas uma - ou as mulheres mandaram na escolha de parafinho ou na escola só tem professores e não tem professoras! Ha! ha! ha!
Bom gente, eram duas turmas: uma turma de oitava série e a outra turma de terceiro ano do segundo grau... é isso? Ora, pois!!!!! Imaginem: cada turma tinham dois paraninfos... Eram quatro homens, como padrinhos das turmas. Bom, uel, que o João saiba que ele é meu preferido, mas que eram quatro figuras de destaque, lá isso eram! E, pasmem mais ainda: o professor homenageado: um jovem professor, estilo Gianecchini (ex-Marilia Gabriela). Um colirio para os olhos da mulherada! Aí, João, tá bem - meu colirio é tu, bem o sabes...
Lindinho: todas as meninas vestidas como manequins, lindinhas, misto criança-mulher fatal, algo assim entre o ser adolescente e o querer ser adulto... Lindamente vestidas, maquiadas, sorridentes, mas que no seu passo apressado e sem saber onde colocar o salto dos sapatos, mostravam as suas inexperiências, ou as suas experiências iniciais... E, os rapazes, de terno e gravata, com o mundo nas mãos, hormônios em alta, donos do mundo...
Bem, eu do meu lado o João, do outro lado uma senhora com mais idade que eu... e eu não tinha com quem comentar estes fatos... Bom, com orgulho cantei o Hino Nacional todindo, sem errar! - claro, ao fundo tinha um CD a tocar, com alguém cantando o Hino - era prá não errar mesmo!!!!!!!!!
Começou na hora. A primeira a ser chamada: Amanda! -Vantagem ou desvantagem de ter o nome com a letra A? Lá foram, charmosa e orgulhosa mamãe, mais ciumento papai a entregar o certificado. Estavam tocando uma música gostosa de se ouvir!
Imaginem: chamam o seguinte, e depois mais outro e depois mais outro, e a cada vez uma música diferente... que raios! Eu estava já ficando meia nervosinha, já que eu e a minha vizinha ao lado, ensaiávamos umas coreografias com os ombros e pés a cada música... prá que mudar sempre? grrrrrrrr
Na quarta vez que trocaram a música, a retardada foi se dar conta que cada um deles tinha escolhido uma música especial, ou a sua música. Foram músicas variadas, passando por rock nacional, internacional, românticas, bandinhas alemãs... Olha, acabei fazendo questão de ficar até o final, por louvor àquelas turmas - nenhuma música do momento, nenhum modismo, todas de alguns tempos mais idos. Considerei bom gosto, e, dei mãos à palmatória - ainda existem professores, escolas, amigos, familias, que conseguem despetar um pouco de consciência do que é belo, bem-feito, gostoso de ouvir.
Um destaque para algumas músicas, que hoje ainda lembro: a música do Airtom Sena, a música do Hakuna Matata(Rei leão), uma que tem a letra assim: "Estou namorando uma menina, não sei se ela me namora..", outra que eu cantei o refrão junto: "..o acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraido.."
Há que apontar: uma nova geração desponta para logo alí desputar um espaço, lutar por ideologias... E, nasce aqui em mim, a esperança de que nem tudo está perdido!
Buenas, tchê, eu já tenho esta esperança desde que minha filhota, cheia de força, entrou no espaço da Educação, para fazer a diferença, ou despertar seres conscientes....
Amanda, parabéns!!!!!!!!! Mais um leãozinh0 abrindo as portas da jaula! ha! ha! ha!

Nenhum comentário: