17 de jun de 2009

Prova de fogo,ou testando a paciência...

Voltando a falar da mãe.
Ela pouco fala,mas entende o que se passa a redor. Muitas vezes suspira, talvez por achar que está nos tirando dos nossos afazeres para cuidar dela. Eu digo que não é para se preocupar, pois qdo estiver boa, a gente devolve-a para a sua vida calma.
Só sei que será dificil, mas, daqui para frente, sozinhos eles não poderão ficar. Não terão mais condições... Pior que meu pai diz que da casa dele ele não sai. Pior que .... dividir espaço com ele será viver em guerra! ah! ah! ah!
Como a gente conhece a fera, eu e minha irmã sempre pedimos o amém qdo vamos fazer algo na casa, incluive na cozinha. ´Na cozinha´é pior - ele sempre está a volta. Eu sempre pergunto: e hoje,pai,o que vamos almoçar? E ele diz o que gosta de comer - não importa se a gente goste ou não. Pior - sempre o mesmo prato ele pede. Pior, eu sou carnívora. Carne, é só cheiro,pois é muito cara e ele precisa economizar. Pior- adoro um tempero picante, e ele quer tudo quase sem sal. Ainda bem que a alimentação da mãe tem um acréscimo de legumes. Então, como ela sempre gostou de temperos fortes, eu me vigo aqui - faço para ela e para mim.
A mãe não fala. Mas faz beicinho de braba ,pq o pai fala com ela como se fala com criança e quer ensinar ela a usar a colher.... eh! eh! eh!
Seu Olegário ainda não entendeu que apesar do que aconteceu com a mãe,ela não está doente - ele quer dar para ela só sopinhas, alimentos em creme... grrrrrrrrr (ela deve estar p da vida!)
Reafirmando - paciência,e muita.... é meu pai, chefe de estado, um pouco ditador... a casa é dele . E , agora que a mãe não consegue dar "um para te quieto" nele, ele incorporou de vez o ser mandante,dono... aí! aí!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nenhum comentário: