25 de fev de 2009

Pau que nasce torto morre torto????

É o que dizem. Ou, dizem as más linguas que é isto mesmo. Acho que é verdade. Para mudar esta sensação de "coisa torta", minha familia devia ter me colocado numa psicóloga, fazer análise... Linha reta até hoje é uma ilusão de ótica. Datilografia? Não passei no curso. Sou dedógrafa até hoje, e bem rapidinha. Ainda bem que eliminaram esta bendita máquina de datilografia, pois era um pavor datilografar, por exemplo, uma declaração de imposto de renda em duas vias, isto é, usando papel carbono! É? Nem sabes o que é isso? Puts, deverias conhecer e ter que trocar a fita destas benditas máquinas - não raro eu deixava a fita vermelha no lado contrário - e a minha máquina era uma sensação: tudo era escrito em vermelho!!! Digitar, hoje, é facinho, facinho... se errar, é só voltar atrás e corrigir. Não sei "dar os acabamentos" nas coisas que faço, tudo é no ligeirão, na força bruta. Curso de corte e costura eu fiz, junto com a Zeli, Lizete, Núbia. Passamos porque transformamos a professora em nossa amiga - até na nossa casa ela foi para nos dar aula! A Lizete e a Núbia desistiram. Acho que nem chegaram a confeccionar alguma coisa. A Zeli é craque - leva horas e horas em cima de um trabalho, mas só larga quando estiver perfeito. Eu vou no grito - toma lá, dá cá. Não tenho paciência. Não sei desenhar um molde. Pego os moldes de revistas. Neste feriadão, levei uma tarde para copiar os moldes de uma blusa e decidir: corto ou não corto o tecido? Assim ou assado? Levei o próximo dia cortando o tecido e depois tentando encaixar uma peça na outra. ha! ha! ha! Não conseguia atinar qual parte costurar em outra parte. Olhei na revista: em vez de copiar um molde para pricipiantes, copiei um molde onde era requerida "prática".... grrrrrrrr
Saiu a blusa? ãh... bem... sim... tá lá em casa.... Problema seguinte: vesti a dita e não encontrei no espelho o reflexo da modelo da revista! Já me bateu aquela sensação de estar torta, ser torta, desiquilibrada, aberração... Aí me deu vontade de chorar. Atirar a máquina pela janela. Tá bem. O certo era "me atirar" pela janela e não a máquina. Embora em crise, eu gosto de mim, ouviu??????????????????

17 de fev de 2009

Falta de ....

Falta de visão? de criatividade? Sei lá... mas fiquei deveras "jararaca", quando no sábado fui ao Big. Ao passar no caixa, vejam só: cada produto colocado em uma sacolinha... Sim, uma sacolinha mínima em que, realmente, só cabe um produto! Imagina - eu não tenho carro - saio de lá cheia de sacolinhas e venho para casa de ônibus! Olha, para quem teve esta idéia "extradordinária", o troféu "honra ao mérito por merecimento" - deve ser um sujeito que nunca fez suas compras e precisou carregá-las, andando de transporte coletivo! Primeiro: pobre tem que pagar mesmo, por todas as crises - a gente usava as sacolinhas do supermercado para colocar lixo, mas as que recebi sábado, não servem para nada! grrrrrrr! Segundo: eu tinha um produto maior que a sacolinha e perguntei: tens uma sacola maior para este produto? A caixa respondeu: - Não. A senhora tem que pedir no balcão de informações. Ã?? humm? Sacolas no setor de informações? Ora pois, porque não inventar um setor de "sacolizações"?????

Devolução...

Neste fim de semana devolveram-me uma hora. Aquela hora que me roubaram lá em outubro, no inicio do horário de verão! Que dia atípico foi domingo, com esta hora a mais! Mas que ela rendeu, rendeu! Valeu. Gostei....

Ausência? Culpa do Jesus!

É... culpa do Jesus. Aí, meu Jesus! Não, não é esse Jesus. É o Jesus, fiscal da Receita Federal e Previdência Social! Sim! Culpa dele. Deixou-me indefesa, à espera! Chegou aqui, com uma listinha básica de documentos que queria olhar e de questionamento de lançamentos contábeis! Puts! Documentos, tudo bem! Mas, questionamentos? Ops! Depois de 32 anos trabalhando com Contabilidade, chega o sujeito querendo explicações de lançamentos referente ao controle de estoque! Eu mereço isso e mais um pouco! Lá fui eu, preparar tudo... Entreguei. O Jesus ficou de voltar na segunda, dia 09/02... Até agora, nada! Ainda teve a cara de pau de ligar perguntando se eu estava sentido falta dele e para dizer que viria aqui com o auto de infração prontinho! Bah! No mínimo, ele andou com meus documentos, de sala em sala, mostando para todos os fiscais da Receita Federal! Não esqueço suas palavras: "Dona Leci, a senhora é muito importante! Sócia de uma empresa uruguaia!" Bom, pergunto: o que ele tem a ver com isso? ah! ah! ah! Outra pergunta: até quando eu vou ter que esperar pelo Jesus, este Jesus que não tem nenhuma intenção de salvar e sim de matar??????????

3 de fev de 2009

Estranhas associações.

Início de mês, fim do feriadão, final do dia e uma perguntinha básica:
_Maria, e este povo o que tem para o jantar?
_João, tô fazendo miúdos de galinha, em um molho gostoso! Só falta escolheres o complemento. Queres a boa notícia ou a má notícia?
_A má notícia primeiro.
_Lá vai - não adianta pedires batatas fritas, porque não tem batata!
_E a boa notícia?
_A boa notícia é que amanhã é que vou fazer as compras!
_Então, miúdos, pão e uma salada de tomate!
_Salada de tomate? Tomate? Só se amadureceu algum durante o dia de hoje, na nossa horta! Mas tem presunto. Serve???
Presunto e tomate... Tudo a ver!!!!!!!!!!!