28 de jan de 2009

Marilaine

Mulher, não se deixe abater. Pior teu caso que o meu cair . Depois que cheguei em casa, a Si ligou para saber como eu estava e para contar: na frente da padaria onde sempre vai, dois homens de moto, tentam arrancar a bolsa da Mari. E como não conseguem, arrastam a Mari, na tentaiva de que ela largue a bolsa. O pessoal da padaria acudiu. Mas, cá está ela com vários machucados pelo corpo... e com uma dor muito grande - talvez a dor que carrega a maioria do nosso povo - a dor de se sentir desprotegido, a dor do medo de sair de casa..

Tombei...

Tombei. Caí. Pior que a dor no braço, pois ficou machucado, foi a vergonha. Tombei depois de atravessar a rua. Na hora de subir na calçada, meu calçado trancou. E, lá no outro lado da rua, um bar cheio de gente... Que acham que doeu mais: os machucados ou a vergonha???? grrrrrrrr

26 de jan de 2009

Idade.

Não importa sexo. Nem cor. Nem tamanho. Não importa se é rico, ou pobre.. Não importa se patrão ou "candango"... A idade pega! Nosso patrão hoje tá mal. Mal pode caminhar. Mal pode ficar sentado. De acordo com a Bianca, ele tá mal do nervo "asiático"! De acordo com o Renato é pq ele chegou sábado de manhã, de terno branco - devia, disse o Renato, estar em alguma festa dançando e sabe como é: véio saiu para a rua e pegou uma "aragem fria".. Entortou! ah! ah! ah!
Bianca complementa: ele está sempre nas festas onde só tem gente jovem..tipo Tulia e Cruz de Prata ! ah! ah! ah! Ela ia dizer: Cruz de Malta, pois Cruz de Prata é pronto atendimento em caso de doenças ah! ah!
Uai, ele não quer andar com gente da sua idade! Qualquer dia vai parar no Cruz de Prata mesmo!
Tadinho dele! Tadinha de nós que temos que ficar em completo silêncio para não incomodar os
"probremas" de junta dele!

21 de jan de 2009

Pagando mico: sorte - ninguém viu!!!!!

Bom-dia! Vamos começar assim: "querido diário..." ah! ah! ah! Nossa empresa vai eliminar o pessoal que trabalha na portaria - isto é, se eles desejarem, serão remanejados para outra função. Se eu disser só que serão eliminados, vcs vão pensar: sacanagem! eles vão perder o emprego! Bolas, vcs não podem falar mal da minha empresa. Não deixo. Só eu posso, viu? Bom, para isso foi colocado sistema de alarmes. Até que o trabalho fique completo, os rapazes ainda estão na portaria. Cada uma de nós tem uma senha. A última a sair, tem tantos segundos para armar o dito, antes de fechar a porta. Espero nunca ser a última! Ora pois, pensava que ser a primeira a chegar não haveria problema. ããã???? Cheguei eu hoje em primeiríssimo lugar!!!!!!!! ãããã? ou dãããã??? O André, que ainda está na portaria, abriu a porta. Eu sabia que tinha 14 segundos para chegar - da porta até o alarme - abrir a caixinha e digitar a senha. Literalmente, voei... assim vou realizar o sonho de Ícaro!!! Tentei abrir a caixinha e não achava a "tampinha"... eu via os números e não me dava conta: se eu via os números é sinal que a caixinha estava aberta e era só digitar a senha! -dãããã!!!!!!!!! Quase desmonto o alarme todo! ah! ah! ah! ah! - Melhor: ninguém viu. Não conto. Só se lerem aqui. Só restou uma pergunta: no dia em que os rapazes da portaria deixarem de "existir", a chave onde fica? Embaixo do tapete?????????????????????????

19 de jan de 2009

Rabugentos...

A Raquelzita esteve conosco duas semanas. Ontem liguei para ela, para ver se já tinha descansado da viagem. Lá vem ela dizer que ficou apavorada, pois que eu e o João estávamos rabugentos, tanto quanto o vô e a vó! Ora pois, numa breve análise, posso perguntar: não seria algo relacionado com a idade? - não seria algo relacionado a termos pouco contato com jovens? não seria a nossa condição de espera e procura em relação a emprego para o João e ver que esta inatividade está deixando o J doente? - não seria pq vives em um mundo diferente e como conhecemos este mundo, ficamos na posição de ataque para evitar comparações com a vida na cidade grande? - não seria pq a gente fica um pouco com ciúmes pq está a minha filhota vivendo mais com sua outra familia e não conosco? Ora pois... seja lá o que for.. é tudo isso em conjunto. Depois, Rabugento é o cão do Dick Viagarista. Somos nós o Rabugento atacando a Penélope Charmosa?

Lizete, de novo!

Esqueci de contar. Um dia destes, na semana passada. Radinho ligado. Meninas trabalhando. Deu uma propaganda sobre a vida sexual, cuidados, etc e tal. E, no meio da propaganda, um recado: sexo é saúde, sexo é vida, sexo prolonga a vida. Vai ela até o bebedouro, buscar água e diz, em alto e bom som: tô morta e não sei! E todo mundo querendo saber pq. Lá vem a explicação da Liz: - Tô morta e não sei. O homem da propaganda disse que sexo prolonga a vida. Imagina já fazem tres anos que não faço nada!
Todo mundo riu. E, pior, ela repetiu duas vezes esta afirmação. Pior: ela não se deu conta que o patrão estava na sala dele. Estava quietinho. E assim ficou... eh! eh!
Qualquer dia, qdo ele estiver de bom humor, apostamos tudo como ele vai perguntar para a Lizete se já resolveu o problema. Bom, neste momento até eu gostaria de ter um gravador e uma máquina fotográfica preparada!!!!!!!!!!!

Maria, Maria, Maria...

Eita verão meio que atípico este nosso. Calor. Chuva. Frio. Sinto uma "peninha" enorme de quem está de férias, na praia! Este fim de semana, sábado o dia inteiro, e domingo, toda a manhã, estava um calor! Diria que era o inferno de Dante. Não é que apesar do calor todo a Maria apareceu, resolveu incorporar? Acho que ela estava a fim de curtir uma sauna. Suava às bicas... e... lá estava a criatura. Não adiantou eu mandar embora. Começou na sexta à noite limpando. Sábado continuou. Tirou tudo do lugar, os móveis, as coisas dentro dos armários. Limpou. Lavou. Capinou a horta. Plantou alfaces. Passou roupa! Consertou uma saia que tinha costurado mal, iniciou a confecção de uma blusa. Não contente com tudo isso, apesar do calor, resolveu dar uma de depiladora - axilas e rosto. A Maria estava movida a vapor! ah! ah! ah!
Já disse pro João: na próxima vez que isto acontecer, me bate com o rolo da massa, aquele que veio da Argentina, pois isso é doença!

Presentes ... "los ermanos"...

Gente... sei lá quem era, mas na historinha da Alice no país das maravilhas, tinha alguém que estava atrasado, não tinha tempo para parar, dar respostas... Neste inicio de ano, assim estou. Tudo em atraso... aí! nem minha agenda de 2009 não iniciei ainda, nem escrevi nada na página das "boas intenções"... Na falta delas, realizo as "más intenções" ah" ah! ah! ah!
Para a melhor irmã que tenho e para o melhor cunhado do mundo, aquele abraço! Obrigada pelos presentes que trouxeram de Buenos Aires. Esqueci de perguntar se posso usar aquela cuia e aquela bomba e aquela ervamate (tá certa a grafia dentro das novas regras??). Lindos. Parecem apenas de enfeite, pois são pequenas. Principalmente, gracias pelo rolo de espichar massa! O João queria um para eu usar na hora em que fizéssemos os filhoses. Servirá também para quando ele chegar atrasado em casa!!!!!!!!!!!

8 de jan de 2009

Doce ....

E, Raquel, aquele doce especial que trouxestes, mistura de doce de leite com amendoim... Bem, sinto te dizer, eu não deixei em casa não. Não vais comer... he! he! he! Eu trouxe para o trabalho - o João não gosta de doce, a Lizete também não... ha! ha! ha! Ele será e é todo meu!

Presentes... eba, oba, uipi!!!!!!!!!!!!!!!

Esses sim valem lembrar. Talvez eu esqueça de algum. Não reclamem. Quer dizer, reclamem e eu coloco aqui! Esqueci de dizer para a Simone: guria, ganho um presente de ti, uma "necessérie"(?) , com um conjunto de sabonetes perfumadérrimos.. só vi que era da Natura, naturalmente he! he! he!... e não vi que era personalizada! - com o nome , telefone, etc e tal da minha consultora ! Lindinha, viu? Da familia, no Natal, ganhamos uma cuia e bomba, pra chimarrão. Beleza! Estava fazendo falta. A minha bomba já era uma "bomba", toda caindo aos pedaços... Da Raquelzita, um jogo de toalhas de banho, rosa choque.. "por isso não provoque, estou de rosa choque..." Eu escolhi entre cama, mesa e banho, o banho, pois, é algo que sempre faz falta ter de sobra e novinho, maciozinho, para as visitas! Do Anthony, meu afilhado, um vinho gostoso. Quer dizer, deve ser gostoso. Vou provar sim. Beber todo, quero dizer...
Ontem chega a Raquel, veio passar uns dias conosco. Meu coração se fez apertado e ao mesmo tempo confortado por este presente lindinho: poder usufruir da presença, da voz, do olhar, do toque da minha filhota! Mas, como ela esteve recentemente em Goiás e Brasilia, já trouxe algumas lembrancinhas para nós todos. Pedras lindas de Goiás. Adoro pedrinhas... Sei lá pq. Talvez pq "Pedro, tu és pedra e sobre ti edificarei minha igreja", ou pq em cada uma eu vejo a pedra angular de toda a contrução: o Criador... ou pq lembra que não somos nada, pedrinhas, pedregulhos nesta imensidão... mas cada pedrinha com um colorido diferente, uma função diferente...
Obrigada, Nice, pela tábua de vidro.... substitui a tão famosa tábua de madeira, onde se cortam diversos alimentos e que o João sempre nos conta que lá na Europa é proibido ser de madeira. Tenho medo de quebrar a dita cuja... Quem sabe eu deixo para usar só qdo tem visitas???
E, como o Cézar voltou da França, também recebemos alguns mimos estrangeiros. Mas, cara, não precisava exagerar - o João só pediu uma lata de caracóis e uma forma. Tu trazes os caracóis enlatados - pelo que eu vi, dos grandes, oito dúzias (sem a casa deles, é claro!), mais um jogo de meia dúzia de pratos e talheres próprios para o uso e consumo dos caracóis. Devo acreditar que teremos que encontrar mais caracóis, para poderes tu, usufruir dos pratos e talheres????????? O João, ontem mesmo, já abriu a lata e consumiu alguns... eu não vi... estava na hora do sono da minha beleza - das 22 e 30 até a hora em que ele termina de ver algum filme...
E, guri, obrigada pelos cremes e afins que vieram da França. Cor de chocolate, cheiro de chocolate... humm... agora sim, imagina como vou ficar: "morena, alta, bonita e sensual..."

Presentes... de grego!

Dizem que antes tarde do que nunca! he! he! he! Mas, o ano terminou e outro iniciou, e, tanto de um como de outro, tumultuado. Por isso a falta aqui de registro. Nada como ser uma personalidade conhecida: imagina, no dia 30 de dezembro, de folga, em casa, fazendo uma pequena limpeza (só onde o Padre passa...) aparece na frente de casa um carrão - carrão pq não sou ligada em carros, por isso nunca sei o nome, a fábrica... só sei que considero carrão por mostrar aspecto novo, modelo novo... Pensei com meus botões: eu conheço aquele cara! Dito e feito: fiscal da Previdência e Receita Federal. E, é claro: já veio ele sorrindo - dona Leci, encontrei a senhora! grrrrrrrrr Como estava saindo de férias, resolveu ir lá entregar uma intimação para fiscalizar a nossa empresa referente período 2005/2007. Mas, bah, tchê... o cara não podia esperar a sua volta das férias? Foi lá em casa, só para colocar uma preocupação nas "idéias": entre 21 e 26 de janeiro devo estar com tudo a disposição do rapaz, isto é, entregue lá na Receita Federal... Estava de folga mesmo: podia pensar em como fazer tudo de maneira a não atrapalhar o encerramento do mês de dezembro e do ano... grrrrrrrrr!
Presente de final de ano!!!!!!!!!!!!